Notícias

Leia matérias e notícias exclusivas.

DIABETES TIPO 2: ENTENDA O QUE É E SE VOCÊ ESTÁ SOB RISCO

DIABETES TIPO 2: ENTENDA O QUE É E SE VOCÊ ESTÁ SOB RISCO
Comentários desativados em DIABETES TIPO 2: ENTENDA O QUE É E SE VOCÊ ESTÁ SOB RISCO

O Diabetes é uma doença que se caracteriza pelo aumento da glicose no sangue. Parte
do que comemos se transforma em glicose após a digestão. Essa glicose (açúcar) é usada pelas
células do corpo para seu funcionamento adequado. Para tanto, as células precisam da
insulina (hormônio produzido pelo pâncreas) para permitir a entrada da glicose nas células.

Quando a utilização da glicose não é adequada, a glicose no sangue aumenta (hiperglicemia),
permitindo que cheguemos ao diagnóstico. A hiperglicemia, por sua vez, é a responsável pelo
desenvolvimento das complicações do diabetes, como redução ou até perda da visão,
problemas nos rins, no coração (aumento do risco de infarto) e nos nervos (neuropatia
diabética – dormência nos pés, dor nos pés, câimbras, formigamento), além do aumento de
chances de amputações.

O Diabetes Mellitus tipo 2 é o tipo mais comum e se associa ao sedentarismo, à obesidade, à
síndrome metabólica e à história familiar. Aproximadamente metade dos pacientes com a
doença desconhecem sua condição. Quando sintomático, o paciente pode urinar
excessivamente, inclusive acordar várias vezes à noite para urinar; ter sede excessiva e
aumento do apetite, perda de peso, cansaço, visão turva, infecções frequentes, principalmente
as de pele.

Ocorre especialmente em pessoas obesas com mais de 40 anos de idade. Entretanto,
vemos na atualidade maior frequência em jovens, em virtude de maus hábitos alimentares,
sedentarismo e stress da vida urbana. Além disso, pessoas com pai ou mãe com diabetes
também estão sob maior risco de desenvolver a doença.

O diagnóstico é geralmente feito quando duas glicemias de jejum, realizadas em dias
diferentes, estão maiores ou iguais a 126mg/dL.

O tratamento é composto por mudanças de hábitos de vida com melhora na alimentação e
atividade física regular e, na maioria das vezes, uso de medicamentos orais.

Porem, em casos selecionados, pode ser necessário o uso de insulina para controle da doença.
Se você apresenta algum desses sintomas ou fator de risco para a doença, procure

atendimento médico.

Dra. Larissa Garcia
Endocrinologista

Mais

Urologista muda o atendimento no Hospital da Gamboa

Urologista muda o atendimento no Hospital da Gamboa

Na entrada do Hospital da Gamboa, no Santo Cristo, um letreiro: “Criado em 1840 para atender viajantes, marítimos e escravos”. Mais de um século após a inauguração, a sala de espera continua lotada. Agora, com pessoas de todos os lugares do Rio.

Depois de mais de três anos tentando fazer cirurgia de fimose, Erick Sousa, de 25 anos, resolveu ir, na quarta-feira, ao setor de urologia da Gamboa. Foi um dos primeiros a serem atendidos, e amanhã será operado.

— Rodei muito posto de saúde para marcar esta cirurgia e não conseguia vaga. Tentei num hospital na Tijuca e me cobraram R$ 5 mil. Foi quando uma amiga minha me indicou o doutor.

O doutor ao qual Erick se refere é o urologista Edson de Almeida e Silva, que, a convite do administrador do hospital, resolveu reformar todo o setor, com tecnologia de ponta e uma equipe de alta qualidade. Ele tirou dinheiro do próprio bolso e contou com a ajuda de amigos para transformar o local, que não perde em nada para clínicas particulares. A consulta custa R$ 70. E também são feitas cirurgias a baixos custos.

— Ele é entusiasmado pelo próximo. Dou nota 11 pra ele — conta o administrador do local, Sylvio Lemgruber.

Desde o início do ano, foram feitas 22 cirurgias e um sem número de consultas:

— Grande parte dos pacientes que chegam aqui nunca foram examinados. A sociedade tem direito a isso. Uma vez veio um artesão de Friburgo com uma hérnia que chegava até o meio da perna. Operei de graça. É pura emoção — diz Edson de Almeida.

O policial aposentado Ademir Machado elogia o médico:

— Sou servidor há 40 anos, e sempre paguei para poder ser atendido no Hospital da Polícia Militar. Mas lá não consegui nada. Nem hemograma eles fazem mais. Minha esposa ouviu na Rádio Globo que o doutor Edson dava consultas a preços populares na Gamboa. Saí de São Gonçalo e corri para lá. Fui diagnosticado com pedra na bexiga, e, em menos de dois meses, fiz todos os exames e entrei na sala de cirurgia. O atendimento foi maravilhoso.

O Hospital da Gamboa fica na Rua da Gamboa, 303, no Santo Cristo. Tel: 2206-1700.

Mais

Hidratação: primeiro cuidado com a saúde em 2015

agua-hidratar2A água corresponde a 60% do corpo de adultos e é indispensável para o adequado funcionamento do organismo. No entanto, muitas vezes nos esquecemos disso e é comum passarmos até um dia inteiro sem um copo de água sequer!

A hidratação é necessária para a regulação da temperatura corporal, para o adequado funcionamento do intestino, dos rins e do coração além do desempenho físico e cognitivo. Se a quantidade de água que bebemos é menor que a quantidade que eliminamos do organismo(pela urina, fezes, suor e fala), pode haver a desidratação. Essa se manifesta com boca e pele ressecadas, diminuição da quantidade de urina, aumento da frequência cardíaca, dor de cabeça, cansaço e até tontura, constipação intestinal, inflamação e infecções de pele e mucosas e até casos mais graves que requerem internação hospitalar e risco de morte.

Muitas condições aumentam a perda de água pelo corpo como a amamentação, a atividade física, a idade mais avançada (os idosos diminuem sua capacidade de sentir sede) e algumas relacionadas a doenças como a febre, diarréia e vômitos.

Para se evitar a desidratação, a recomendação brasileira é que adultos bebam pelo menos 2L de água por dia (6 a 8 copos), preferencialmente entre as refeições, devendo aumentar essa quantidade no verão e nas condições acima citadas.
Além de a água manter o equilíbrio das funções do nosso organismo, uma outra vantagem do consumo adequado de água é que sua ingestão no lugar de bebidas açucaradas pode contribuir para menor ingestão de energia (calorias) e consequentemente para a redução do peso! Fica a nossa dica para 2015: hidrate-se bastante nesse verão.

Bibliografia

http://www.unileverhealthinstitute.com.br/nutrition/artigo/ingestao-hidrica-habitual-versus-recomendado

http://nutriatualidades.blogspot.com.br/2012/02/agua-e-o-liquido-fundamental-para-vida.html

http://www.projetodiretrizes.org.br/9_volume/recomendacoes_nutricionais_de_adultos_em_terapia_nutricional_enteral_e_parenteral.pdf

http://drauziovarella.com.br/envelhecimento/desidratacao/

http://www.nutritotal.com.br/perguntas/?acao=bu&categoria=1&id=337

http://www.sitemedico.com.br/site/boa-forma/nutricao/6428-consequencias-da-falta-de-hidratacao

Mais